Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3286
Título: Avaliação ecotoxicológica da Barrinha de Esmoriz, utilizando uma análise integrada de biomarcadores enzimáticos e histopatológicos
Autor: Neves, Helga Marisa Pais das
Orientador: Nunes, Bruno
Correia, Alberto Teodorico
Data de Defesa: 2012
Editora: [s.n.]
Resumo: A degradação dos sistemas aquáticos é resultado das actividades antropogénicas que aumentam continuamente as pressões sobre o meio ambiente, através da introdução de compostos xenobióticos de origem industrial, agrícola e doméstica no biota. O presente estudo recorreu à utilização de uma bateria de biomarcadores enzimáticos e histopatológicos, ferramentas importantes na detecção precoce de efeitos causados pela contaminação química, para avaliar o estado dos organismos presentes na Barrinha de Esmoriz. O objectivo do presente estudo foi biomonitorizar e avaliar os efeitos da contaminação química na Barrinha de Esmoriz, um sistema estuarino, em peixes (Gambusia holbrooki e Anguilla anguilla) através da quantificação das actividades das enzimas acetilcolinesterase (AChE), catalase (CAT), glutationa-S-transferases (GSTs) e lactato desidrogenase (LDH), e da análise de alterações em tecidos biológicos, como as brânquias e o fígado. Para isso, foi seleccionado o Rio Minho como local de referência e a Pateira de Fermentelos como um local com diferente tipologia de contaminado, de modo a detectar as respostas à presença de contaminantes nos biomarcadores seleccionados. Os resultados sugerem a existência de contaminação na Barrinha de Esmoriz, observável pela inibição da actividade da enzima AChE, em ambas as espécies analisadas, onde os indivíduos analisados revelaram perturbações no sistema de neurotransmissão. Quanto à actividade das enzimas CAT e as GSTs, os indivíduos de A. anguilla da Barrinha de Esmoriz apresentaram sinais indicativos da ocorrência de stress oxidativo. No entanto, o mesmo não foi observado nos indivíduos de G. holbrooki. A inibição da actividade da enzima LDH, nos indivíduos de ambas as espécies, evidencia que estes estão sob stress químico, reflectido por alterações da actividade respiratória tecidular. Aparentemente, as alterações verificadas nas actividades nos biomarcadores enzimáticos podem ter sido causados pela exposição a agentes metálicos. Os biomarcadores histopatológicos reforçam este cenário, pois é possível observar uma tendência nos índices patológicos das brânquias e do fígado, com uma crescente incidência de patologias nos órgãos-alvo analisados. O grau de severidade das lesões observadas é leve a moderado, sugerindo que podem ser reversíveis, eliminando o agente causador. Os dados indicam de forma clara que existe um cenário de contaminação na Barrinha de Esmoriz e com danos observáveis em G. holbrooki e A. anguilla. The degradation of aquatic systems is a result of anthropogenic activities that continually increase the pressures on the environment by introducing xenobiotic compounds from industrial, agricultural and domestic sources. This study used a battery of enzymatic and histopathological biomarkers, as an important tool for early detection of effects caused by contamination, to assess contamination effects in Barrinha of Esmoriz. The purpose of this study was biomonitoring and evaluating the effects of chemical contamination in the Barrinha of Esmoriz, an estuarine system, in two fish species (Gambusia holbrooki and Anguilla anguilla) by quantifying the activities of enzymes, such as acetylcholinesterase (AChE), catalase (CAT), glutathione-Stransferases (GSTs) and lactate dehydrogenase (LDH), and also by analyzing the alterations in biological tissues, namely liver and gills. Therefore, Minho River was selected as the reference site, and Pateira de Fermentelos was a third location with different pattern of anthropogenic contamination. The obtained results suggest the existence of contamination in Barrinha de Esmoriz, observable in the inhibition of AChE activity in both analyzed species; individuals of this estuarine lagoon revealed disturbances in neurotransmission. Considering CAT and GSTs enzyme activities, it is possible to suggest that individuals of A. anguilla of Barrinha the Esmoriz showed signs of oxidative stress. However, this was not observed in individuals of G. holbrooki. The inhibition of LDH activity in individuals of both species, suggested that these were under chemical stress. Apparently, the changes in enzyme activities may have been related to metal exposure. The results obtained for histological biomarkers reinforced this scenario, since it was possible to observe a trend in the rates of pathological alterations in gill and liver tissue. The relevance of the lesions was considered of minor to moderate importance, and may be reversible. The here obtained serie of data clearly indicate that there is a scenario of chemical contamination in Barrinha the Esmoriz, with the occurrence of potential damages, observable in both G. holbrooki and A. anguilla.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Engenharia e Gestão Ambiental
URI: http://hdl.handle.net/10284/3286
Aparece nas colecções:FCT (DCEA) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_15849.pdf18,69 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.