Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3277
Título: Cidadania na gestão de conflitos
Outros títulos: a negociação na, para e com a mediação?
Autor: Cunha, Pedro
Lopes, Carla
Palavras-chave: Gestão de conflitos
Negociação
Mediação
Conflict management
Negotiation
Mediation
Data: 2011
Editora: Edições Universidade Fernando Pessoa
Citação: Antropológicas. Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa. ISSN 0873-819X. 12 (2011) 38-43.
Relatório da Série N.º: Antropológicas;12 (2011)
Resumo: Viver em paz é um processo complexo que implica uma necessidade, individual e colectiva, e um direito que todos temos na vida. A edificação deste direito requer a participação de todos e, assim, o exercício de verdadeira cidadania. Segundo Pruitt (1998, 2008) e Parkinson (2008), processos como negociação directa, conciliação, mediação e facilitação de um acordo são considerados apropriados para a resolução construtiva de conflitos porque se podem ajustar à disputa específica e aos recursos disponíveis. Como um mundo em paz não significa inexistência de conflito, analisa-se a relação entre negociação e mediação, enquanto vias complementares para a construção do pacifismo e promoção da cidadania, com particular ênfase para a natureza, filosofia de base, etapas e semelhanças e diferenças entre ambas. A reflexão conceptual efectuada neste artigo aporta alguma inovação para a realidade portuguesa porquanto as teorias da negociação e da mediação carecem ainda, apesar de nos últimos tempos se denotar um crescente interesse pelas mesmas, de divulgação científica no nosso país. Living in peace is a complex process that implies an individual and collective necessity and a right that we all have in life. Building this right requires the participation of all and thus, the exercise of true citizenship. According to Pruitt (2008) and Parkinson (2008), processes as direct negotiation, conciliation, mediation and agreement facilitation are considered “appropriated” to constructive conflict resolution because they can adjust to the specific dispute and to the available resources. Since a world in peace doesn’t mean conflict inexistence, we analyze the relationship between negotiation and mediation as complementary means to pacifism building and citizenship promotion, giving special attention to the nature, philosophy, stages and similarities and differences between them. The theoretical reflection undertaken in this article brings some inovation to Portuguese reality, since negotiation and mediation theories, in spite of the growing interest they are raising, still have scarce scientific projection in our country.
URI: http://hdl.handle.net/10284/3277
ISSN: 0873-819X
Aparece nas colecções:Nº 12 (2011)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pages from maquete38-43.pdf178,72 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.