Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/3250
Título: Azóis
Outros títulos: farmacologia e interacções medicamentosas
Autor: Moreira, Maria Inês de Macedo Carrilho Gonçalves
Orientador: Cerqueira, Fátima
Data de Defesa: 2010
Editora: [s.n.]
Resumo: Nas últimas décadas, assistimos a um aumento exponencial das infecções fúngicas. Esta evolução deve-se a vários factores: avanço nas ciências médicas, aumento do número de pacientes imunodeprimidos e aparecimento de resistências aos antifúngicos. Durante muitos anos a classe médica possuía um número limitado de fármacos antifúngicos a que recorrer: a anfotericina B, o fluconazol e o itraconazol. Estes fármacos apesar de eficazes contra grande parte das infecções fúngicas apresentavam inconvenientes como toxicidade e limitação do uso devido ao desenvolvimento de mecanismos de resistências pelos fungos. Com o progresso da indústria farmacêutica, assim como da investigação, novos fármacos têm vindo a ser estudados e introduzidos no mercado, como é o caso do voriconazol, o posaconazol, a caspofungina e a micafungina. Outras novas moléculas encontram-se em fase de ensaio, esperando-se ser introduzidos na clínica em breve, como o albaconazol e o ravuconazol. O futuro dos compostos antifúngicos passa pela descoberta de alvos mais selectivos, de uma redução na toxicidade, efeitos adversos e interacções medicamentosas e no desenvolvimento de técnicas de diagnóstico mais rápidas e eficazes. Nesta revisão bibliográfica, tenta-se reunir e aprofundar os conhecimentos de uma classe de antifúngicos que se encontra em constantes desenvolvimento e investigação: os azóis. Os campos estudados aqui serão o uso clínico destes compostos, a sua farmacologia, os efeitos adversos mais comuns, as interacções medicamentosas e as resistências dos fungos aos compostos azólicos. In recent decades, there was a huge increase in fungal infections, and a worsening of their pathogenicity. This trend is due to several factors: advances in medical science, increase of immunocompromised patients and emergence of resistance to antifungal agents. For many years the medical profession had a limited number of antifungal drugs to use: amphotericin B, fluconazole and itraconazole. Although these drugs are effective against most fungal infections, there are some drawbacks: toxicity and increased fungal resistance. With the progress of the pharmaceutical industry, as well as research, new drugs have been studied and marketed, as is the case of: voriconazole, posaconazole, caspofungin and micafungin. Other new molecules are in the testing phase and are expected to be introduced into the clinic soon as albaconazol and ravuconazol. The future of antifungal compounds involves the discovery of more selective targets, a reduction in toxicity, adverse effects and drug interactions and the development of faster and more efficient diagnostic techniques. This review attempts to gather and deepen the knowledge of a class of antifungals which is under constant development and research: the azoles. The fields studied here are: the clinical use of these compounds, their pharmacology, the most common adverse effects, drug interactions and resistance of fungi to azole compounds.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/3250
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TG_11256.pdf804,66 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.