Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2970
Título: Bem-Estar no Trabalho e Percepção de Saúde
Outros títulos: estudo realizado com auxiliares de geriatria no Norte de Portugal
Autor: Monteiro, Rosana Filipa Nunes
Orientador: Cunha, Pedro
Palavras-chave: Bem-estar
Trabalho
Saúde
Auxiliares de Geriatria
Well being
Work
Health
Geriatric Assistants
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: O presente estudo é de carácter exploratório correlacional e investiga o modo como os Auxiliares de Geriatria se sentem no trabalho e a influência deste na percepção que têm acerca da sua saúde. Os objectivos centrais desta investigação dizem respeito à caracterização da percepção de bem-estar no trabalho e da saúde na amostra seleccionada, procurando perceber se existe associação entre o modo como se sentem no trabalho e o modo como encaram a sua saúde, bem como a possível influência do bem-estar profissional no modo como se percepciona a própria saúde. Esta investigação contemplou dois momentos distintos, sendo que no Estudo Piloto participaram 25 elementos e 204 no Estudo Final, ambos provenientes das mesmas 6 instituições para idosos. Foram administrados aos Auxiliares de Geriatria o “Questionário de Percepção de Bem-estar no Trabalho - QPBET”, o “Questionário de Dados Sócio-demográficos e Clínicos” (ambos de elaboração própria para a investigação) e o “Questionário de Percepção de Saúde – MOS SF-36”, após autorização para o efeito. Os resultados da investigação demonstram que os Auxiliares de Geriatria apresentam uma boa percepção de bem-estar no trabalho (M=72.9) e percepcionam positivamente a sua saúde, quer em termos físicos (M=59.6), quer em termos mentais (M=55.0), estando estes constructos claramente correlacionados. This correlational and exploratory study investigates how Geriatric Assistants experience their work and its influence on their perception about their own health. We aim to make the characterization of the perception of well-being at work and health in a sample of Geriatric Assistants and investigate any relationship that could exist between how these Assistants feel in their work and how they perceive their health. It is part of our interest understand the possible influence of welfare at work in how they perceive their health. This investigation had two different moments, a Pilot Study in which participated 25 subjects and a Final Study which included the participation of 204 subjects, both samples from the same 6 Elderly Institutions. Were administrated to Geriatric Assistants 3 instruments, the “Questionnaire of the Perception of Well-being at Work - QPBET ", “Questionnaire of Socio-demographic and Clinical Data” (both elaborated to this study) and the “Short Form Health Survey – MOS SF-36”, after proper authorization. Results from investigation show that Geriatric Assistants have a good sense of well-being at work (M=72.9) and perceive their health positively, in physical (M=59.6) and mental terms (M=55.0), and that this concepts are positively correlated.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde.
URI: http://hdl.handle.net/10284/2970
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_16540.pdf1,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.