Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2886
Título: Informação e utilização de contracepção em alunos do 4º ano da Licenciatura em Enfermagem da U. F. P
Autor: Sousa, Miguel Filipe Pereira de
Orientador: Rodrigues, Júlia
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: A contracepção, representa uma grande vertente na Saúde Sexual e Reprodutiva. Considera-se contracepção como um conjunto de fenómenos que previnem uma gravidez não planeada. Existem diversos métodos que permitem evitar uma gravidez indesejada, são classificados como sendo hormonais, de barreira, químicos, cirúrgicos, temporários e naturais. Actualmente, os jovens manifestam atitudes e comportamentos sexuais de risco. A antecipação da primeira relação sexual, a falta de diálogo com a família ou profissionais de saúde, a duração dos compromissos e a existência de diversos parceiros ocasionais, são alguns dos factores que levam ao mau uso de métodos contraceptivos. A presente investigação pretende fornecer competências no âmbito de enfermagem para uma melhor orientação e educação para a saúde dos jovens, sobre os diversos métodos contraceptivos existentes. Neste estudo, partimos com as seguintes questões de investigação: “ Qual a informação dos alunos da licenciatura em enfermagem da UFP, relativamente aos métodos contraceptivos?”, “ Quais os métodos contraceptivos mais utilizados pelos alunos da licenciatura em enfermagem da UFP?”. Assim são objectivos: identificar a informação que os alunos em estudos têm em relação aos métodos contraceptivos, identificar quais os métodos contraceptivos mais utilizados pelos alunos em estudo. As conclusões retiradas deste estudo descritivo permitem afirmar que 60% dos alunos da amostra em estudo afirmam conhecer todos os métodos contraceptivos, no entanto 10% da amostra refere ter apenas conhecimento de dois tipos de contracepção (métodos hormonais e métodos de barreira); 90% dos alunos da amostra em estudo, obtiveram informação adequada em contexto escolar, a pílula e o preservativo são referidos como os métodos contraceptivos mais conhecidos e utilizados (100%); 40% já utilizaram contracepção de emergência. Através dos dados recolhidos, verificamos ainda que 60% da amostra teve entre 1 a 5 parceiros sexuais, e 20% da amostra corresponde a um número superior a 10 parceiros sexuais, de referenciar que apenas 10% da amostra não utiliza qualquer tipo de contracepção.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/2886
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_17961.pdf598,59 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo_Questionário.pdf101,12 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.