Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2843
Título: A influência do nível socioeconómico na leitura
Autor: Silva, Joana Cristina Pinto da
Orientador: Ferreira, Elisabete Duarte
Palavras-chave: Leitura
Dificuldades de Leitura
Estatuto Socioeconómico
T.I.L.
Reading
Reading Difficulties
Socioeconomic Status
T.I.L.
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: A Leitura é um processo cognitivo complexo que resulta da interacção entre o pensamento e a linguagem, e que se caracteriza pelo seu dinamismo em que influem factores de etiologia diversa. Sabemos que um bom domínio das habilidades de literacia se prevê determinante no desenvolvimento pessoal e social sustentável do sujeito. Desenvolveu-se este estudo empírico, com o objectivo de analisar as proficiências de leitura e investigar até que ponto a aprendizagem e desenvolvimento desta competência sofre a influência do meio socioeconómico e cultural da família em que a criança se encontra inserida. Neste sentido, foram avaliadas 38 crianças de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 9 e os 11 anos de idade. Todas se encontravam a frequentar o 4º ano de escolaridade do ensino básico em duas escolas do conselho de Gondomar, sendo uma pertencente ao sector público e outra ao sector privado de ensino. Para aferir as competências de leitura foi aplicado o Teste de Idade de Leitura (T.I.L), de Sucena e Castro (2010). O estatuto socioeconómico e cultural familiar dos alunos intervenientes no estudo foi analisado através do preenchimento de um questionário socioeconómico que foi previamente entregue aos responsáveis das crianças. Os resultados obtidos permitiram-nos concluir que existe uma correlação positiva, contudo esta não é estatisticamente significativa entre o desempenho da leitura e o estatuto económico e cultural familiar. Concluindo assim, que os factores económicos e culturais familiares não são por si só preditivos de dificuldades de leitura, sendo apenas parte integrante de um conjunto de factores muito mais lato e complexo. Reading is a complex cognitive process that results from the interaction between thought and language and it is characterized by its dynamism with influencing factors of diverse aetiology. Literacy skills are extremely important for personal and social development. This empirical study was developed in order to analyze reading proficiency and investigate how learning, and its development, is influenced by the cultural and socioeconomic background of the child’s family. The study consisted of 38 children of both sexes, aged between 9 and 11 years old. They were all attending the fourth grade in two different schools of Gondomar: one being public and the other private. To evaluate the skills of reading it was applied a test adapted by Sucena and Castro (2010) which they called Teste de Idade de Leitura (T.I.L). The socioeconomic, cultural and familiar status of the students involved in the study was known after analysing a socioeconomic questionnaire previously delivered to the children’s family. The results allowed us to conclude that there is a positive correlation but isn´t statistically significant between the reading performance and the economic, cultural and familiar status. Therefore we can say that economic, cultural and familiar factors are not predictive of reading difficulties, but part of a series of factors much broader and complex.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Terapêutica da Fala
URI: http://hdl.handle.net/10284/2843
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_17957.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.pdf342,26 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.