Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2635
Título: Limitações das substâncias desinfectantes endodônticas convencionais na erradicação do Enterococcus faecalis
Autor: Barros, Diana Sofia Gonçalves
Orientador: Martins, Luís França
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: Introdução e objectivos: O tratamento endodôntico consiste na preparação químico-mecânica, nomeadamente a instrumentação do sistema tridimensional de canais, irrigação e medicação intracanalar, que visam à desinfecção do sistema de canais radiculares. Posteriormente o sistema de canais radiculares é obturado, ou seja, selado, impedindo a re-infecção do dente. O seu sucesso é significativamente influenciado pela presença de bactérias nos canais radiculares no momento da obturação. (Fabricius et alii. 2006, Siqueira e Rôças 2008, Stuart et alii. 2006, Waltimo et alii. 2005) Não obstante o facto de a infecção endodôntica ser polimicrobiana, neste trabalho será dado ênfase ao Enterococcus faecalis, que é uma bactéria com elevada patogenicidade e com elevada prevalência na patologia Endodôntica. (Kayaoglu e Ørstavik 2004, Sedgley et alii. 20062, Siqueira e Rôças 2008, Stuart et alii. 2006, Ozbek et alii. 2009) Convencionalmente, a irrigação é realizada com NaOCl ou CHX e a medicação intracanalar, se o tratamento for multi-sessões, é feita habitualmente com Ca(OH)2. O objectivo deste trabalho é verificar as limitações dos princípios activos supracitados ao E.faecalis. Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados PubMed e Embase usando as seguintes palavras-chave: “endodontic infection”, “endodontic microbiology”, “endodontic disinfection”, Enterococcus faecalis”, “virulence”, “culture”, “topic disinfection in endodontics”, “endodontic treatment”, “root canal disinfection”, “irrigating solutions”, “Enterorococcus faecalis erradication in endodontics” publicados entre 2003 e 2011, da qual resultaram 73 artigos que continham informação relevante para este estudo e cumpriam os critérios estabelecidos. Resultados: Verificou-se que tanto a CHX, como o NaOCl e o Ca(OH)2 possuem limitações na erradicação do Enterococcus faecalis, sendo que não há consenso quanto ao protocolo de desinfecção ideal. RESUMO vi Conclusões: Um método eficaz proposto para a erradicação do E.faecalis consiste em boa técnica asséptica, aumento do calibre apical até #30, irrigação alternada com NaOCl a 2,5%, uma solução quelante como EDTA a 17% e CHX a 2%, e como medicação intracanalar, se tratamento for multi-sessão, com CHX em gel a 2%. Introduction and objectives: Root canal therapy consists in chemo-mechanical preparation, particularly with the instrumentation of the three-dimensional system of canals, irrigation and dressing, aimed at disinfecting the root canal system which is then sealed, preventing the re-infection of the tooth. Its success is significantly influenced by the presence of bacteria in root canals at the time of filling. (Fabricius et alii. 2006, Siqueira e Rôças 2008, Stuart et alii. 2006, Waltimo et alii. 2005) Even though the endodontic infection is polymicrobial, this work will be given emphasis to Enterococcus faecalis, a bacterium that is highly pathogenic and high prevalent in Endodontic pathology. (Kayaoglu e Ørstavik 2004, Sedgley et alii. 20062, Siqueira e Rôças 2008, Stuart et alii. 2006, Ozbek et alii. 2009) Conventionally, irrigation canal is performed with NaOCl or CHX and intracanal medication if treatment is multi-session, is usually made with Ca(OH)2.The aim of this study is to observe the limitations of the above active substances against E.faecalis. Materials and methods: It was performed a literature search in the databases PubMed and Embase with the following keywords: “endodontic infection”, “endodontic microbiology”, “endodontic disinfection”, Enterococcus faecalis”, “virulence”, “culture”, “topic disinfection in endodontics”, “endodontic treatment”, “root canal disinfection”, “irrigating solutions”, “Enterorococcus faecalis erradication in endodontics” published between 2003 and 2011, of which resulted in 73 articles that contained information relevant to this study and met the established criteria. Results: It was found that both CHX, such as NaOCl and Ca(OH)2 have limitations in eradicating Enterococcus faecalis, and there is no consensus on the ideal protocol disinfection. Conclusions: An effective method proposed for the eradication of E.faecalis consists of good aseptic technique, increasing the apical size # 30, alternating irrigation ABSTRACT viii with 2.5% NaOCl, 17% EDTA as a chelating solution and 2% CHX and as intracanal medication, if treatment is multi-session, with 2% gel CHX.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/2635
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_16984.pdf678,86 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.