Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2614
Título: Defeitos de desenvolvimento de esmalte em dentes decíduos
Autor: Gomes, Soraia Filipa da Silva
Orientador: Paiva, Elsa
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: Durante o extenso período de formação do esmalte dentário podem ocorrer alterações que imprimem marcas permanentes na sua estrutura, uma vez que este tecido não tem capacidade de remodelação. Os defeitos de desenvolvimento de esmalte (DDE) geralmente manifestam-se sob a forma de defeitos qualitativos - opacidades demarcadas e opacidades difusas, e defeitos quantitativos - hipoplasias. Neste trabalho pretendeu-se determinar a prevalência de defeitos de esmalte em dentes decíduos em crianças entre os 6 e os 9 anos de idade a frequentar o 1º e 2º ano do Agrupamento de Escolas de António Feijó, em Viana do Castelo, bem como os possíveis factores etiológicos envolvidos. Para tal, foi realizado um estudo observacional e descritivo da prevalência de defeitos de desenvolvimento esmalte usando o índice DDE modificado e um questionário dirigido aos responsáveis, posteriormente a uma pesquisa bibliográfica sobre o tema. Observou-se que 36,7% das crianças apresentaram pelo menos um defeito de desenvolvimento de esmalte. A maioria dos dentes examinados estavam íntegros. 7,7% dos dentes examinados foram diagnosticados com DDE. É difícil determinar a importância relativa que um factor tem isoladamente, pois as circunstâncias sistémicas associadas aos DDE podem muitas vezes ser concomitantes e estar inter-relacionadas. No entanto, neste estudo foi possível concluir que crianças com baixo peso à nascença e aquelas cujas mães foram medicadas durante a gravidez, com relevância para a antibioterapia, são consideradas de maior risco para desenvolver DDE. During the extended period of dental enamel formation, changes may occur that imprint permanent marks on its structure, since this tissue is not capable of remodelling. Developmental defects of enamel (DDE) usually manifest themselves as qualitative defects – demarcated and diffuse opacities, and quantitative defects - hypoplasia. This study aimed to determine the prevalence of enamel defects in decíduos teeth of children between 6 and 9 years old attending the 1st and 2nd year of “Agrupamento de Escolas de António Feijó”, in Viana do Castelo, and the possible etiological factors. For this, an observacional and descriptive study of the prevalence of developmental defects of enamel was carried out using the modified DDE index and a questionnaire directed to the people responsible for the children, after a literature search about the subject. It was found that 36.7% of the children had at least one developmental defect of enamel. Most of the examined teeth were intact. 7.7% of the examined teeth were diagnosed with DDE. It is difficult to determine the relative importance of one factor alone, because the systemic conditions associated with DDE may often be concurrent and interrelated. However, in this study it was possible to conclude that children with low birth weight, and those whose mother was mediated during pregnancy, with relevance to antibiotic therapy, are considered at higher risk of developing DDE.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/2614
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_16500.pdf944,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.