Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2552
Título: Estudo da prevalência de desordens temporomandibulares em músicos de sopro
Autor: Lacerda, Filipa Alexandra de Oliveira
Orientador: Barbosa, Cláudia
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: Os músicos de sopros estão expostos a factores de risco próprios do seu trabalho, que os tornam susceptíveis ao desenvolvimento de lesões na ATM. Tocar um instrumento musical de sopro pode ser considerado uma parafunção do sistema estomatognático. O objecto deste trabalho foi determinar-se a relação existente entre a prática de um instrumento musical de sopro e o desenvolvimento de DTMs. Foi feita uma revisão bibliográfica do tema e, posteriormente, um estudo científico para determinar a prevalência de DTMs articulares em estudantes de instrumentos de sopro da Escola Profissional de Artes da Beira Interior (Covilhã), aos quais foi aplicado um questionário e um exame clínico baseado nos Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD). Foram, ainda, especificados quais os factores de risco a elas associados, acrescentando a este um questionário geral baseado em artigos anteriores. Do estudo efectuado, verificou-se uma prevalência de 68% de indivíduos com patologia articular na ATM, existindo 32% sem diagnóstico atribuído. Dos alunos com diagnóstico articular, 31,7% apresentava anteposição discal com redução, 14,6% anteposição discal sem redução sem limitação de abertura, 41,5% diagnóstico de artralgia, 4,9% de osteoartrite e 2,4% de osteoartrose. Nenhum aluno observado apresentava diagnóstico de anteposição discal sem redução com limitação da abertura. Os factores de risco associados ao desenvolvimento de DTMs encontrados foram o sexo, a idade, o tempo de estudo, a componente emocional (ansiedade performativa) e a filosofia de aceitação da dor como normal no estudo de um instrumento musical. Uma compreensão mútua entre o dentista e o músico é necessária para fornecer um diagnóstico preciso e um tratamento dentário adequado. Para além disso, os professores de música podem antecipar e observar os primeiros sinais deste tipo de problemas, devendo ser dada a oportunidade de aumentarem os seus conhecimentos no que se refere às condições orofaciais, em benefício de seus alunos, e os médicos dentistas, por sua vez, deveriam estender a sua instrução de saúde oral e aconselhamento preventivo em músicos, de forma a fornecer informações que lhes sejam relevantes, sugerindo estratégias de tratamento para evitar possíveis efeitos nocivos na sua performance. Wind players are exposed to risk factors related to his work, which makes them susceptible to the development of lesions in the TMJ. Playing a wind instrument can be considered a type of parafunctional activity from the stomatognathic system. The purpose of this study was to establish the relationship between the practice of a wind instrument and the development of TMD. A literature review of the subject followed by a scientific study to determine the prevalence of TMD in students of wind instruments of the Escola Profissional de Artes da Beira Interior (Covilhã), which was applied a questionnaire and a clinical examination based on the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD). This study also found risk factors associated with wind instruments playing, adding a general questionnaire based on previous articles. It was found a prevalence of 68% of individuals with TMJ joint pathology, and there assigned 32% undiagnosed. 31,7% of the students were diagnosed with disc displacement with reduction, 14.6% disc displacement without reduction without limited opening, 41.5% diagnosed with arthralgia, 4,9% with osteoarthritis and 2.4% with osteoarthritis. No students were observed with diagnosis of disc displacement without reduction with limited opening. Risk factors associated with the development of TMD were found related to sex, age, practice duration, emotional component (performance anxiety) and philosophy acceptance of pain as normal in the study of a musical instrument. A mutual understanding between the dentists and the wind musicians is required to provide an accurate diagnosis and proper dental care. In addition, music teachers can anticipate and observe the first signs of such problems. So, should be give them the opportunity to increase their knowledge regarding orofacial conditions for the benefit of their students. Dentists, for turn, should extend their oral health education and preventive counselling in musicians, in order to provide information that is relevant to them, suggesting treatment strategies to avoid possible harmful effects on their performance.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária
URI: http://hdl.handle.net/10284/2552
Aparece nas colecções:FCS (DCM) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_16508.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos_16508.pdf910,88 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.