Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2510
Título: Intervenção da Fisioterapia Uroginecológica no tratamento da Incontinência Urinária Masculina após Prostatectomia Radical
Outros títulos: uma revisão sistemática
Autor: Branco, Ana Sofia Baltazar
Orientador: Viana, Sara
Palavras-chave: Prostatectomia Radical
Incontinência Urinária Masculina
Fisioterapia Uroginécológica
Exercícios do Pavimento Pélvico
Biofeedback
Electroestimulação
Estudos Controlados Randomizados
Radical Prostatectomy
Male Urinary Incontinence
Urogynecological Physiotherapy
Pelvic Floor Exercises
Biofeedback
Electrical Stimulation
Randomized Controlled Trials
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: Objectivo: Determinar a eficácia da Fisioterapia Uroginecológica (FU) em homens com Incontinência Urinária (IU), após Prostatectomia Radical (PR). Metodologia: Pesquisa computorizada nas bases de dados B-ON e Pubmed/Medline para identificar estudos randomizados controlados, que avaliassem a eficácia da FU na IU após PR. Resultados: Foram incluídos 11 estudos, envolvendo 1310 homens, com um score de 7.72 na escala de PEDro. Destes, 4 avaliaram a eficácia da FU, 4 avaliaram a eficácia da FU no pré e pós-operatório e 3 avaliaram a eficácia da FU executada por o Fisioterapeuta VS. Instruções escritas e verbais de exercícios por outros profissionais. Conclusão: A FU deve ser realizada no primeiro ano após a PR e desempenha um papel fundamental no tratamento da IU, nomeadamente no pré-operatório com a aplicação dos exercícios de fortalecimento dos Músculos do Pavimento Pélvico (FMPP) associado ao uso da Electroestimulação (EE) e do Biofeedback (BFB). Novas investigações deverão ser realizadas, para definir um protocolo validado efectivo da FU para o tratamento da IU. Objective: Determine the effectiveness of Urogynecological Physiotherapy (UP) in men with Urinary Incontinence (UI) after Radical Prostatectomy (RP). Methodology: Research on computerized databases B-ON, Pubmed/Medline to identify randomized controlled trials that evaluates the effectiveness of UP in UI after RP. Results: Was Included 11 studies involving 1310 men, with a score of 7.72 on the PEDro scale. From this studies, 4 evaluated the effectiveness of UP, 4 evaluated the effectiveness of UP in preoperative and postoperative and 3 evaluated the effectiveness of UP performed by a Physiotherapist VS. written and verbal instructions about exercises by other professionals. Conclusion: UP should be performed in the first year after RP, and plays a key role in treatment of UI, particularly in preoperative with the application of exercises to strengthen the muscles of Pelvic Floor (SMPF) associated with the use of Biofeedback (BFB) and electrical stimulation (ES). Further investigations should be carried on, to define a protocol of UP for the treatment of the UI.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Fisioterapia.
URI: http://hdl.handle.net/10284/2510
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_18121.pdf281,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.