Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2504
Título: Sensação retardada de dor muscular
Outros títulos: prevenção e tratamento
Autor: Sousa, Andreia Margarida Ferreira de
Orientador: Cervaens, Mariana
Palavras-chave: Sensação retardada de dor muscular
Exercício excêntrico
Exercício concêntrico
Alongamento
Flexibilidade
Massagem
Crioterapia
Anti-inflamatórios não esteróides
Estimulaçao Electrica Neural Transcutanea
Terapia interferencial
Microondas
Delayed onset muscle soreness
Eccentric exercise
Concentric exercise
Stretching
Flexibility
Massage
Cryotherapy
Anti-inflammatory drugs
Transcutaneous electrical neural stimulation
Therapy interferential
Microwave
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: Sensação retardada de dor muscular (SRDM) é uma lesão por esforço muscular que se desenvolve após o exercício excêntrico, mas a eficácia do tratamento de fisioterapia ainda não foi sistematicamente avaliado. Esta revisão sistemática teve como objectivo reunir informação sobre as medidas de prevenção e/ou as medidas terapêuticas sobre os efeitos de SRDM. Após a pesquisa computorizada em bases de dados electrónica foram incluídos 17 artigos (exercício concêntrico, n=3; alongamento, n=2; massagem, n=2; crioterapia, n=2; AINE’s, n=2; electroterapia, n=6). Há uma evidência, no entanto limitada, que a massagem, exercício concêntrico, laser, microcorrentes e TENS são mais eficazes do que qualquer tratamento, ainda que a evidência para a terapia com AINE’s era mínima. As evidências não apoiam o uso de alongamento estático, a crioterapia e o uso da terapia interferêncial. Delayed Onset Muscle Soreness (DOMS) is a muscle strain injury that develops after eccentric exercise, but the effectiveness of physiotherapy treatment has not been systematically evaluated. This systematic review aimed to collect the measures that may prevent and/or therapeutic measures on the effects of DOMS. After searching computerized into databases electronics included 17 items (exercise concentric, n=3, stretching, n=2; massage, n=2, cryotherapy, n=2; NSAIDs, n=2 and electrotherapy, n=6). There is evidence, even though is limited, that massage and concentric exercise, lazer, microcurrents and TENS are more effective than either treatment, although the evidence for therapy with NSAIDs was minimal. The evidence does not support the use of static stretching, cryotherapy and interferential therapy.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Fisioterapia.
URI: http://hdl.handle.net/10284/2504
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
T_18133.pdf149,76 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.