Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2467
Título: Relação entre as Apolipoproteínas (a) e A e Doença Cardiovascular
Autor: Cardoso, Marina Augusta Arsénio
Orientador: Cardoso, Inês Lopes
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: As doenças cardiovasculares (DCV) por serem responsáveis pela maior taxa de morbilidade e mortalidade na maioria dos países, têm sido alvo de vários estudos. As DCVs devem-se ao espessamento das paredes dos vasos sanguíneos, resultante da deposição lipídica, dando origem à aterosclerose. Factores genéticos e ambientais estão envolvidos no seu aparecimento e na sua progressão. A intervenção farmacêutica é fundamental na prevenção e no acompanhamento das DCVs. As apolipoproteínas (apo) têm vindo a ser consideradas indicadores eficazes na previsão de DCV, nomeadamente a razão apo B/apo A-I que reflecte o número de partículas aterogénicas. Mais ainda, a apo (a) é estruturalmente homóloga do plasminogénio, sendo considerada aterogénica. As apo A-I e apo A-II constituem as mais importantes apos presentes na estrutura do colesterol de lipoproteínas alta densidade (HDL). Embora esteja claramente demonstrada a relação inversa entre os níveis de apo A-I e o desenvolvimento de DCV, ainda não foi estabelecida a razão dessa relação. Devido à participação da apo A-IV no transporte reverso do colesterol (TRC), esta proteína é considerada anti-aterogénica. Quanto à apo A-V, por se correlacionar inversamente com os níveis de triglicéridos (TG), também é considerada anti-aterogénica. Os tratamentos utilizados com o intuito de redução das dislipidemias serão discutidos. Cardiovascular diseases (CVD), being responsible for the highest rate of morbidity and mortality in most countries, have been the target for several studies. CVDs result from the thickening of the walls of blood vessels, as a result of lipid deposition, which leads to atherosclerosis. Genetic and environmental factors are involved in its development and progression. Pharmaceutical intervention is crucial for CVD prevention and monitorization. Apolipoproteins (apo) have been considered effective indicators in CVD prediction, like the apo B/apo A-I ratio that is an indicator of the number of aterogenic particles present. Moreover, apo (a) is structurally homologous to plasminogen, being considered atherogenic. Apo A-I and A-II are the most important apos present in high density cholesterol (HDL). Although it is clearly demonstrated the inverse relationship between apo A-I levels and CVD development, the reason for this was still not established. Due to apo A-IV participation in the reverse cholesterol transport (RCT), this protein is considered anti-atherogenic. Regarding apo A-V, since this protein is inversely related to triglycerides levels, it is also considered anti-atherogenic. Treatments having the goal of lipid reduction in plasma will be discussed.
Descrição: Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Farmacêuticas.
URI: http://hdl.handle.net/10284/2467
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_14442.pdf435,25 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.