Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/2237
Título: Os impactos do turismo religioso
Outros títulos: o caso da Semana Santa em Braga
Autor: Santos, José Fernando Oliveira
Orientador: Salazar, Ana
Palavras-chave: Turismo
Evento Religioso
Hotelaria e Impactos
Tourism
Religiosous Events
Hotels and Impacts
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: A realização de eventos tem vindo a ser considerada uma das mais importantes manifestações do Turismo em Portugal e no Mundo, sendo notório que os mesmos geram uma dinâmica na economia das localidades. Assim, importa saber que tipos de impactos resultam desses eventos. A Semana Santa da Cidade de Braga é um dos maiores eventos de recriação religiosa do País, constituindo uma oferta turística única que potencia a promoção do município, razão pela qual foi escolhido o estudo de caso - “Os Impactos do Turismo Religioso – O Caso da Semana Santa de Braga”, que tem por objectivo analisar a interacção do evento no sector hoteleiro local. Para o efeito, foram aplicados questionários para aferir os tipos de impactos – económicos, sociais, culturais, ambientais, políticos e hoteleiros – positivos e negativos, no tecido hoteleiro de Braga. As principais conclusões apontam para: · 85,7% dos inquiridos consideram que o evento é importante para a cidade de Braga. O evento contribui em cerca de 94% para o desenvolvimento da cidade; · Conclui-se que 100% dos inquiridos considera que para o desenvolvimento de Braga, o evento é positivo, considerando-o muitíssimo importante 34,3% ou extremamente importante 45,7%; · Em relação aos impactos económicos positivos, o impacto positivo com maior percentagem de concordâncias relaciona-se com aumento do volume de vendas, com 94,1%, seguido do aumento do consumo do artesanato e de produtos locais, com 81,8% das afirmações positivas. Em contrapartida, os impactos económicos negativos mais referidos são o aumento da sazonalidade turística e o aumento do custo de vida, com 61,8% das respostas positivas; · Relativamente aos impactos sociais positivos a consciencialização da comunidade para o evento, com 65,7% das respostas positivas apresenta-se como o factor mais importante. Por seu turno, o aumento do congestionamento e tráfego urbano aferiuse como o impacto social negativo com maior percentagem de concordâncias 67,6% das respostas positivas, seguido dos problemas de infra-estruturas básicas, com 39,5% das respostas positivas; · A valorização da herança cultural/religiosa 88,5%, a valorização e preservação do património histórico e cultural Bracarense 85,3% e a valorização do artesanato 84,8%, foram os impactos culturais mais positivos. Há questão, encenação do interesse cultural visando o interesse meramente comercial, é elencado com 21,2% das respostas, como o factor cultural mais negativo; · A utilização racional dos espaços é o impacto ambiental positivo com maior concordância, com 33,3% das respostas positivas, enquanto, 45,4% dos respondentes afirmam que o principal factor negativo do evento prende-se com a poluição provocada pelo ruído, 33,3% com a ocupação desordenada do espaço e 23,5% acham que o evento descaracteriza a paisagem através da montagem de equipamentos de apoio ao evento; · O aumento da visibilidade do evento e da cidade a nível nacional é o factor mais importante em termos de impactos políticos positivos para os inquiridos 71,4%. Por sua vez, constata-se que 58,1% dos inquiridos discordam com a afirmação de que existe uma sobreposição dos representantes religiosos sobre os políticos. Questões como divergências políticas 54,6% e a essência do evento passar para segundo plano 54,5% não são, reconhecidas pelos inquiridos como motivos negativos; · Em ternos de impactos hoteleiros positivos, todos os inquiridos identificam as 5 questões colocadas como bastante positivas, daí os resultados serem todos com índices superiores a 70% de concordância. De destacar o aumento das taxas de ocupação 93,6%, o aumento das vendas em serviços complementares de alojamento (90,3%) e o aumento das receitas médias globais 90,0%. Em termos negativos, 74,2% dos inquiridos concordam com o facto de que o evento está dependente das condições climatéricas e como tal, ser uma ameaça em termos de procura hoteleira caso estas sejam más. A dependência do mercado espanhol 64,5% e a pouca aposta em publicidade do evento nos hotéis 50,0% são os restantes factores negativos para o sector mais relevantes. The realization of events has been considered one of the most important manifestations of Tourism in Portugal and world wide, being known that they create a dynamic economy in the localities. It is therefore important to know what kind of impacts result from these events. The Holy Week in the city of Braga is one of the biggest religious recreation events in the country, providing a unique touristic offer that enhances the promotion of the municipality, which is why it was chosen the case study - "The Impact of Religious Tourism - The Case of the Holy Week in Braga”, which aims to analyze the interaction of the event in the local hospitality industry. To this end, questionnaires were applied to assess the types of impacts - economic, social, cultural, environmental, political and hospitality - both positive and negative, in the hospitality sector and in Braga. The key findings indicate that: · 85.7% of respondents consider that the event is important for the city of Braga. The event also contributes about 94% for the city development; · It is concluded that 100% of respondents believe that the event is positive, for the development of Braga, considering it very important 34.3% or extremely important 45.7%; · In relation to the positive economic impacts, the positive impact with the highest percentage of concordance is related to the increase of the sales volume, with 94.1%, followed by consumption increase of local products and handicrafts, with 81.8% of positive statements. In contrast, the most mentioned negative economic impacts are the increase of tourism seasonality and the increase in the cost of living with 61.8% of positive responses; · Regarding positive social impacts, the community awareness for the event, with 65.7% of positive responses is presented as the most important factor. In turn, the increase in urban traffic and congestion was measured as the negative social impact with the highest percentage of concordance 67.6% of positive responses, followed by the problems of basic infrastructures, with 39.5% of positive responses; · The appreciation of cultural/religious heritage 88.5%, the recovery and preservation of Braga’s historical and cultural patrimony 85.3% and 84.8% the appreciation of craft, were the most positive cultural impacts. The question of the cultural interest staging aiming a purely commercial interest is pointed with 21.2% of answers as the most negative cultural factor; · The rational use of space is the positive environmental impact with greater agreement, with 33.3% of positive responses, while 45.4% of the respondents claimed that the main negative factor of the event relates to the pollution caused by noise, 33.3% with the disorderly occupation of space and 23.5% thought that the event deprives the landscape of its characteristics through the erection of equipment to support the event; · Increased visibility of the event and the city at a national level is the most important factor in terms of positive political impact on the respondents 71.4%. In turn, it was found that 58.1% of respondents disagree with the assertion that there is an overlap of the religious representatives on politicians. Issues such as political differences 54.6% and the essence of the event moved to the background 54.5% are not recognized by respondents as negative motives; · In terms of hotels’ positive impacts, all the respondents identify the five questions as quite positive, so the results are all with rates above 70% of agreement. It must be highlighted the increase in occupancy rates 93.6%, the increase in sales in complementary services for accommodation (90.3%) and the increase of the overall average revenue 90.0%. In negative terms, 74.2% of respondents agree with the fact that the event is dependent on the weather and as such, it is a threat in terms of demand for hotels if it is bad. The dependence of the Spanish market 64.5% and the low stake in publicizing the event in hotels 50.0% are the other negative factors most relevant to the sector.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Empresariais.
URI: http://hdl.handle.net/10284/2237
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.