Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1986
Título: Percepção de pais e educadoras sobre os problemas de externalização e internalização das crianças em idade pré-escolar
Autor: Santos, Tânia Cerqueira
Orientador: Ramalho, Joaquim
Palavras-chave: Problemas de externalização
Problemas de internalização
Parentalidade
Internalizing problems
Externalizing problems
Parenting
Data de Defesa: 2011
Editora: [s.n.]
Resumo: A presente investigação tem como objectivo descrever os problemas de externalização e internalização aliandos à temática da parentalidade. A fundamentação teórica é composta numa primeira fase pela perspectiva da psicologia do desenvolvimento em idade pré-escolar, o contexto, organização e gestão do jardim de infância. Os problemas de conduta e problemas emocionais integram o segundo capítulo e por fim o tema da parentalidade. Na elaboração do estudo empírico e recorrendo à literatura procedeu-se à criação dos seguintes objectivos: (a) perceber se há diferenças na percepção acerca dos comportamentos de internalização e externalização das crianças entre os pais e educadoras (Lopes, 2002; Stivanin, Scheur & Assumpção Jr, 2008); (b) averiguar se existem diferenças entre a escala total de problemas emocionais e a idade das crianças (Oliveira, 2007); (c) entender se há diferenças entre os problemas de internalizção e externalização dependendo do género da criança (Papalia, Olds & Feldman, 2001; Stivanin, Scheuer & Assumpção Jr, 2008); (d) perceber se existem diferenças entre a escala total dos problemas de externalização e a idade das crianças (Oliveira, 2007; Papalia, Olds & Feldman, 2001; Silva, 2008). Foi administrado o questionário SDQ – Questionário de capacidades e dificuldades aos pais e educadoras de oitenta crianças em idade pré-escolar como forma de conhecer as dificuldades e capacidades das crianças de acordo com os dois agentes educativos. Após a análise dos objectivos do estudo pode-se verificar os seguintes resultados: (a) existem diferenças entre a percepção dos pais e educadoras relativamente aos comportamentos das crianças; (b) os problemas de comportamento não variam de forma significativa em função da idade; (c) os problemas de internalização e externalização não variam em função do género; (d) a idade das crianças não influencia os problemas de externalização. Mostra-se importante investir no estudo da problemática dos problemas de conduta e problemas emocionais aliados à parentalidade como forma de melhorar a “tarefa” de educar.--- This research was aimed to describe the problems of internalizing and externalizing combined to the parenting thematic. The theoretical basis is composed initially from the perspective of developmental psychology at preschool age, context, organization and management of the kindergarten. Conduct problems and emotional problems are part of the second chapter and finally, the topic of parenting. In developing the empirical study and using the literature, the following objectives were established: (a) see if there are differences in children’s perception of internalizing and externalizing behaviors between parents and educators (Lopes, 2002; Stivanin, Scheur & Assumpção Jr, 2008); (b) see if there are differences between the full range of emotional problems and the age of children (Oliveira, 2007); (c) understand whether there are differences between the problems of internalizing and externalizing depending on the gender of the child (Papalia, Olds & Feldman, 2001; Stivanin, Scheuer & Assumpção Jr, 2008); (d) understand if there are differences between the overall scale of externalizing problems and the age of children (Oliveira, 2007; Papalia, Olds & Feldman, 2001; Silva, 2008). The SDQ – Strengths and Difficulties was administered to parents and educators of eighty children in preschool as a way to understand the difficulties and abilities according to both school staff. After analyzing the objectives of the study, it is possible to verify the following results: (a) there are differences between the perception of parents and educators in relation to children’s behaviors; (b) behavior problems don’t vary significantly according to age; (c) internalizing and externalizing problems don’t vary according to gender; (d) the child’s age doesn’t influence the problems of externalizing. It reveals important to invest in the studying conduct and emotion problems coupled with parenting as a way to improve the “task” of educating.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde.
URI: http://hdl.handle.net/10284/1986
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_12841.pdf1,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.