Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1951
Título: Avaliação dos factores que condicionam a aquisição dos medicamentos resultantes da prescrição médica pela população Idosa em farmácia comunitária
Autor: Martins, Maria Laura Correia e Matos de Almeida
Orientador: Capela, João Paulo Soares
Data de Defesa: 2010
Editora: [s.n.]
Resumo: Em Portugal, em semelhança a outros Países desenvolvidos, a população idosa tem vindo a aumentar ao longo dos anos. Esta transição demográfica deve-se sobretudo à diminuição da taxa de natalidade, ao decréscimo progressivo da taxa de mortalidade e ao aumento da esperança média de vida. O processo de envelhecimento, apesar de ser uma fase da vida que acontece naturalmente a todos os seres humanos, caracteriza-se por mudanças a nível físico, social e psicológico. Este processo ao condicionar alterações fisiológicas nos vários órgãos aumenta a predisposição para a ocorrência de patologias. Esta faixa etária recorre com maior frequência à medicação para o tratamento das mais diversas condições patológicas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pessoas idosas, possuem idade igual ou superior a 65 anos, independentemente do sexo ou do estado de saúde aplicável. Compete ao profissional de saúde promover a qualidade de vida e, consequentemente possuir um papel activo na promoção da saúde no idoso. No âmbito desta monografia foi elaborado um estudo de investigação com o objectivo de avaliar os factores que condicionam a aquisição da medicação prescrita pelo médico na farmácia de oficina. De forma a dar resposta a este objectivo foi colhida a informação efectuando inquéritos, sob a forma de entrevista, em 3 Farmácias do norte do País, a pessoas com idade igual ou superior a 65 anos. A amostra deste estudo correspondeu a 100 idosos que frequentaram as Farmácias portuguesas do norte de Portugal e responderam voluntariamente ao inquérito. Posteriormente foi efectuada a respectiva análise através do programa Statistical Package for Social Sciences, versão 16. Este facto deve-se à necessidade de interpretar de forma absoluta e ampla o fenómeno em estudo. Com este estudo verificou-se que frequentemente a população idosa opta por não comprar todos os medicamentos que lhes são prescritos pelo médico. Além disso, o nível de escolaridade afecta de uma forma estatisticamente significativa a aquisição dos medicamentos, quanto maior o nível de escolaridade maior a tendência para adquirirem tudo aquilo que é prescrito pelo médico. Os principais motivos relatados pelos idosos para não adquirirem os medicamentos prescritos são essencialmente económicos, no entanto, outras importantes razões são a dificuldade em obter a respectiva prescrição médica ou marcar uma consulta médica. Os resultados deste estudo vêm assim confirmar que a população idosa não adquire toda a medicação prescrita pelo médico, apontando com principal motivo para o facto dificuldades económicas. Este estudo levanta a séria preocupação do risco de saúde de uma faixa considerável da população idosa que, voluntariamente, não efectua uma terapêutica eficaz. In Portugal, as in other industrialized countries, the elderly population has been growing. This demographic change is due, mostly, to the decreasing birth rate, and to the progressively decreasing mortality rate and increasing life expectancy. The aging process, despite being natural to every human being, is characterized by physical, social and psychological changes. This process, as a result of physiological changes in several organs of the human body, increases the likelihood of several illness. As a consequence, this age group requires medication more frequently for the treatment of several pathologies. According to the definition of the World Health Organization people over 65 years are considered elderly, regardless of gender or state of health. It is the responsibility of health professionals to promote quality of life and, consequently, have a more active role in promoting the elderly’s health. As part of this work a research study was prepared with the aim of assessing the factors that influence the purchase of medication prescribed by the physician in retail pharmacies. In order to answer the objectives of this study, all the data was collected through inquiries, undertaken in 3 pharmacies in the north of the country, to people with age equal or above 65 years old. The sample consisted of 100 elderly who attended Portuguese pharmacies in the north of Portugal and agreed to be interviewed . The data collected was analysed using the Statistical Package for Social Sciences, program version 16. The reason for this was the necessity of interpreting the phenomenon studied in an absolute and broad way. With this study it was established that frequently elderly choose not to buy all the medication prescribed by their doctor. In addition, educational level affects in a statistically significant way, the acquisition of medication, the higher the education level the greater the tendency to buy everything that is prescribed by the doctor. The main motives reported by the elderly for not purchasing all medication are essentially economic, although others important factors are the difficulty in obtaining the prescription or making a doctor’s appointment. The results of this study confirmed that the elderly do not purchase all the prescribed medication due mainly to financial difficulties. This study raises the serious concern about the health state of a significant part of the elderly population, wich voluntarily do not carry out a fully effective treatment.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau de Licenciada em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/1951
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MONO_14346.pdf883,26 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.