Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1646
Título: Consumo de álcool
Outros títulos: estudo numa amostra de enfermeiros espanhóis
Autor: Lemos, Sara Raquel Machado
Orientador: Santos, José Manuel dos
Data de Defesa: 2010
Editora: [s.n.]
Resumo: A Investigação em Enfermagem assume, nos dias de hoje, um papel fulcral no desenvolvimento e consolidação de novos conhecimentos. Para que seja possível haver mudança de mentalidades, facto necessário para crescimento de qualquer profissão, os profissionais de enfermagem têm desenvolvido capacidades no sentido de encontrar respostas para as necessidades da população no que concerne à sua saúde, investindo na investigação. A Enfermagem é uma profissão que tem o seu exercício regido por uma deontologia, para que esta possa sempre actuar de acordo com regras: os direitos e deveres. Os profissionais de enfermagem comprometem-se a exercer as suas funções em benefícios do indivíduo/comunidade, assim sendo, individualmente tem que cumprir com os mesmos. No artigo 88º da secção II do código deontológico, fala-se da excelência do exercício. O enfermeiro procura essa excelência, e assume o dever, conforme a alínea f), de se abster de exercer funções sob a influência de substâncias susceptíveis de produzir perturbações das faculdades físicas ou mentais (Ordem dos Enfermeiros, 2009), sendo estas substâncias o álcool e/ou substâncias psicoactivas. Desta forma, devido às perturbações presentes num enfermeiro que consome estas substâncias, tornou-se pertinente a elaboração de um estudo sobre o consumo de álcool pelos enfermeiros. Assim, apresenta-se este trabalho intitulado “Consumo de álcool. Estudo numa amostra de enfermeiros espanhóis”, desencadeado a partir dos seguintes objectivos: Conhecer o padrão de consumo de bebidas alcoólicas pelos enfermeiros no Hospital Virgen de la Poveda e Hospital del Tajo, em Madrid; Conhecer o consumo de bebidas alcoólicas à semana e ao fim-de-semana, nas seis refeições diárias do Hospital Virgen de la Poveda e Hospital del Tajo, em Madrid; Saber se a instituição, o tipo de serviço, a especialidade do serviço, o género, a idade, o estado civil, a categoria profissional, o tempo de exercício profissional, o tempo de exercício profissional no serviço actual, a razão pela presença no serviço actual e o vínculo à instituição influenciam: o score do AUDIT; o consumo de bebidas alcoólicas à semana e ao fim-de-semana, nas seis refeições diárias. A população-alvo deste estudo remete os profissionais de enfermagem do Hospital Virgen de la Poveda e do Hospital del Tajo, em Madrid. O método de colheita de dados utilizado foi o questionário, aplicado a uma amostra de 89 enfermeiros de várias especialidades. O presente estudo insere-se num estudo descritivo/correlacional, quantitativo e transversal. Após o tratamento informático dos dados e a sua análise estatística, os resultados evidenciam: apenas 1,1% da amostra de enfermeiros espanhóis têm um nível indicador de problemas relacionados com o álcool, sendo que os restantes apresentam uma pontuação que indica um baixo consumo de risco ou abstinência. Relativamente ao consumo típico de bebidas alcoólicas durante a semana e ao fim-de-semana, concluiu-se que ao fim-de-semana existe uma maior ingestão de álcool (avaliada em u.p.) e com mais frequência do que à semana. À semana os consumos são maiores ao almoço e ao jantar. Em relação ao fim-de-semana os consumos são maiores ao jantar e à ceia. Outra das conclusões retiradas foram a partir das diferenças estatisticamente significativas, que se encontram relativamente ao score do AUDIT, o consumo de bebidas alcoólicas à semana e ao fim de semana. Assim sendo, pode-se verificar que quanto ao score do AUDIT existe uma variável que é estatisticamente significativa, o género. Quanto ao consumo de bebidas alcoólicas durante a semana constatou-se que existem também diferenças estatisticamente significativas nas variáveis tipo de serviço, género, tempo de exercício profissional e no vínculo à instituição. Ao fim de semana, o mesmo acontece com o tipo de serviço, tempo de exercício profissional, estado civil e idade. A elaboração deste estudo contribuiu para aprofundar conhecimentos e alertar a população de enfermagem sobre esta importante problemática que afecta não só a profissão, mas também a sociedade em geral.
Descrição: Projecto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Enfermagem.
URI: http://hdl.handle.net/10284/1646
Aparece nas colecções:FCHS (DCEC) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Questionario _Portugues_.pdf63,19 kBAdobe PDFVer/Abrir
Questionario _Espanhol_.pdf127,56 kBAdobe PDFVer/Abrir
PG_17117.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.