Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1638
Título: Percepção de crianças expostas à violência interparental
Autor: Caprichoso, Daniela Raquel de Oliveira
Orientador: Sani, Ana Isabel
Data de Defesa: 2010
Editora: [s.n.]
Resumo: A presente dissertação debruça-se sobre a problemática da exposição de crianças à violência interparental e a forma como as mesmas percepcionam o problema. A visibilidade crescente que este fenómeno tem adquirido ao longo dos últimos anos é deveras importante para uma maior e melhor compreensão da problemática em causa, contudo, é ainda insuficiente se se tiver em conta o impacto que tal experiência poderá ter no ajustamento psicológico da criança que a ela está exposta. Para a compreensão do fenómeno da violência interparental é importante perceber-se a relação existente entre a violência sobre o cônjuge e a vitimação da criança sendo igualmente relevante ter em conta que apesar do impacto devastador que a exposição poderá ter no ajustamento da criança, existem algumas variáveis mediadoras fundamentais para avaliar os efeitos desta exposição (Capítulo I). Existe uma vasta gama de teorias que demonstram, segundo a sua perspectiva que a violência interparental tem impacto no ajustamento da criança que a ela está exposta (Capítulo II). A investigação realizada (Capítulo III), que usou complementarmente metodologias quantitativa e qualitativa, caracteriza-se pela execução de dois estudos, um primeiro que fez uso de instrumentos nacionais (E.C.C.V; S.A.N.I e C.P.I.C) que permitiram comparar dois grupos de crianças (GI e GII) avaliando o seu contexto familiar, as crenças das crianças relativamente à violência em geral e as percepções e interpretações destas acerca dos conflitos interparentais e um segundo que pretendeu conhecer em profundidade a experiência subjectiva de dois jovens com história de exposição à violência interparental durante vários anos. Os resultados sugerem que muitas das crianças expostas à violência interparental são também alvo directo de comportamentos abusivos no seu seio familiar (S.A.N.I). Analisando cada factor individualmente da escala E.C.C.V constata-se que não existem diferenças estatisticamente significativas ao nível das crenças sobre a violência entre crianças expostas e não expostas à violência interparental. Relativamente ao nível das percepções evidenciadas pelas crianças que constituem o grupo de risco e as que compõem o grupo normativo foram encontradas em termos globais diferenças estatisticamente significativas. O estudo de caso permitiu comparar as percepções de dois jovens expostos durante vários anos à violência interparental. This thesis focuses on the set of problems posed by the exposure of children to the interparental violence and the way they perceive it. The growing visibility that this phenomenon has been acquiring throughout the last few years is too important for a greater and better insight of the referred set of problems. However, this is still not enough, when considering the impact that such experience may have in the psychological adjustment of the child exposed to such violence. In order to understand the interparental violence phenomenon, it is important to apprehend the connection between the violence towards the spouse and the victimization of the child, being equally relevant to consider that, despite the devastating impact that such exposure may have in the adjustment of the child, there are some fundamental mediating variables to assess the effects of this exposure (Chapter I). There is a wide range of theories that show, according to their perspective, that the interparental violence has an impact in the adjustment of the child exposed to it (Chapter II). The held research (Chapter III), that used in addition qualitative and quantitative methodologies, is characterized by the accomplishment of two studies – a first study used national instruments (E.C.C.V.; S.A.N.I. and C.P.I.C.), allowing to compare two groups of children (GI and GII), assessing their family context, the children’s beliefs concerning violence in general and their perceptions and interpretations about the interparental conflicts; a second study that intended to deeply understand the subjective experience of two youngsters who have been exposed to interparental violence for several years. The results suggest that many of the children exposed to interparental violence are also a direct target of abusive behaviours in their family environment (S.A.N.I.). Analyzing individually each factor of the E.C.C.V. scale, one can notice that there are not any statistically significant differences at the level of beliefs about violence between children exposed to interparental violence and children not exposed to it. Regarding the level of perception shown by the children of the risk group and the ones of the normative group, statistically significant differences were found overall. The case study allowed comparing the perceptions of two youngsters exposed to interparental violence for several years.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia Jurídica.
URI: http://hdl.handle.net/10284/1638
Aparece nas colecções:FCHS (DCPC) - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_15270.pdf1,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.