Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1620
Título: Satisfação dos Enfermeiros no Trabalho
Outros títulos: um estudo com Enfermeiros generalistas do C.H.E.D.V., E.P.E.
Autor: Matos, Vânia Patrícia Azevedo
Orientador: Oliveira, Andrea
Palavras-chave: Satisfação no trabalho
Enfermeiros
Data de Defesa: 2009
Editora: [s.n.]
Resumo: Em enfermagem, a satisfação no trabalho, tem sido ao longo dos anos a constituir um tópico de interesse crescente, para os que se preocupam com a qualidade de vida no trabalho e com o sucesso organizacional, podendo repercutir-se nas relações e interacções com os outros membros da equipa, com os utentes e com a comunidade, melhorando as condições de eficácia, de eficiência e de pertinência do trabalho perspectivado. Este estudo pretende dar resposta à seguinte questão de partida: “Será que há relação entre a Satisfação no trabalho e as variáveis socioprofissionais (idade, género, vínculo à instituição, tempo de experiência profissional, tempo de exercício de funções no actual serviço e categoria profissional) dos Enfermeiros generalistas do C.H.E.D.V., E.P.E.?” Tem como principais objectivos: verificar o score atribuído à satisfação profissional dos Enfermeiros generalistas que desempenham funções no C.H.E.D.V., E.P.E.; verificar os scores atribuídos pelos Enfermeiros generalistas às dimensões operacionalizadas para o estudo da satisfação no trabalho (condições de trabalho, remuneração, relações interpessoais e realização pessoal e profissional); verificar se as variáveis socioprofissionais, como sejam, a idade, o género, o vínculo à instituição o tempo de experiência profissional, o tempo de exercício de funções no actual serviço e a categoria profissional estão relacionadas com a satisfação no trabalho. A abordagem de investigação foi quantitativa, de âmbito descritivo-correlacional e transversal. Como instrumento de colheita de dados optou-se pelo questionário denominado “Escala de Satisfação no Trabalho” (autores: Professora Manuela Frederico e do Professor Luís Loureiro; validado para a população dos Enfermeiros portugueses), aplicado entre o período de16 a 30 de Setembro de 2009 a um conjunto de 123 Enfermeiros prestadores de cuidados dos serviços de Urgência, Ginecologia/Obstetrícia e Núcleo de Partos do C.H.E.D.V., E.P.E. Dos 123 Enfermeiros inquiridos, apenas cumpriram os critérios de inclusão estabelecidos para este estudo. Assim, a amostra ficou a ser constituída por 31 Enfermeiros generalistas. Da análise dos dados, verifica-se que a satisfação no trabalho por parte dos Enfermeiros generalistas apresenta uma média de 3,08 pontos num intervalo de 1 a 5 pontos. Os Enfermeiros da amostra em estudo encontram-se mais satisfeitos na dimensão relações interpessoais, com uma média de 3,70 pontos seguindo-se a dimensão realização pessoal e profissional com a média de 3,31 pontos. As dimensões em que estes Enfermeiros se sentem menos satisfeitos são as condições de trabalho e a remuneração com médias de 2,86 pontos e 2,42 pontos respectivamente, valores estes inferiores à média da satisfação global (3,08 pontos). Não se verifica relação estatisticamente significativa entre a satisfação no trabalho dos Enfermeiros generalistas e as variáveis em estudo (vínculo à instituição, categoria profissional, idade, género, tempo de experiência profissional e tempo de exercício de funções no actual serviço).
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/1620
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mono_VaniaMatos.pdf25,72 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.