Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1614
Título: Avaliação do Potencial Antioxidante da Folha de Cydonia oblonga Miller
Autor: Costa, Rossana Marina Soares da
Orientador: Silva, Branca
Carvalho, Márcia
Data de Defesa: 2009
Editora: [s.n.]
Resumo: Neste trabalho é feita uma revisão da literatura no que concerne aos fundamentos teóricos e à importância dos antioxidantes na saúde humana, especialmente dos compostos fenólicos, e aos estudos fitoquímicos previamente realizados na espécie Cydonia oblonga Miller. O objectivo do trabalho de investigação realizado no âmbito desta monografia foi o de estudar o potencial antioxidante da folha de Cydonia oblonga Miller, em comparação com do chá verde (Camellia sinesis). Para a prossecução do trabalho experimental foram analisadas doze amostras de folha de marmeleiro provenientes do Norte e do Centro de Portugal (Carrazeda de Ansiães e Covilhã, respectivamente), colhidas em Junho e Outubro de 2006. A preparação das amostras consistiu numa extracção com metanol (40ºC). As propriedades antioxidantes foram avaliadas através do poder redutor determinado pelo método de Folin-Ciocalteu e da capacidade sequestrante dos extractos para o radical livre 2,2´-difenil-1-picrilhidrazilo (DPPH). Os resultados deste estudo revelaram que, no que diz respeito ao poder redutor, a folha do marmeleiro possui uma capacidade redutora significativamente superior à do chá verde (valor médio de 227,8 ± 34,9 e 112,5 ± 1,5 g/kg de folha seca, respectivamente; P ≤ 0,001). As amostras provenientes de Carrazeda de Ansiães apresentaram um índice de Folin- Ciocalteu significativamente superior às da Covilhã (valor médio de 252,6 ± 23,7 e 203,0 ± 25,4 g/kg de folha seca, respectivamente; P ≤ 0,005). No entanto, não foram observadas diferenças significativas nos índices de Folin-Ciocalteu de acordo o mês de colheita. A capacidade sequestrante dos extractos da folha de marmeleiro para o radical DPPH foi semelhante com um EC50 médio de 21,6 ± 3,5 μg/ml, mas significativamente superior ao do extracto de chá verde (EC50 médio de 12,7 ± 0,1 μg/ml; P ≤ 0,005). Estes resultados indicam que a actividade anti-radicalar da folha do marmeleiro é significativamente inferior à do extracto de chá verde. Não foram encontradas diferenças significativas no potencial anti-radicalar de acordo com a origem geográfica ou o estado de maturação. Neste trabalho de monografia demonstra-se que a folha de C. oblonga é uma fonte excelente e económica de antioxidantes, podendo ser utilizada na prevenção e/ou tratamento de doenças nas quais os radicais livres estão envolvidos.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/1614
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MONO_12272.pdf595,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.