Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1475
Título: "A criança vítima de maus-tratos"
Autor: Pereira, Sónia Alexandra Martins
Orientador: Gonçalves, Lurdes
Palavras-chave: Criança
Maus-tratos
Data de Defesa: 2006
Editora: [s.n.]
Resumo: Os maus-tratos na infância têm vindo a ganhar, de forma crescente e consciente, a atenção e o interesse da comunidade científica, bem como toda a sociedade. O tema dos maus-tratos não é apenas actual. Trata-se de uma realidade que caracteriza a vida em sociedade e é um fenómeno multidimensional, delicado e grave. Existem vários tipos de maus-tratos, a que o presente trabalho faz referência. O maltrato infantil pode desencadear na criança um conjunto de consequências: Físicas, afectivas, sociais, comportamentais e cognitivas, podendo comprometer todo o desenvolvimento do sujeito. Existe um aumento crescente de crianças vítima de maus-tratos. Crianças que não foram desejadas, não sabem quem são, de onde vêm, porque sofrem assim, não nasceram iguais em direitos, vivendo no seio de famílias caóticas e desajustadas. Sem uma intervenção multidisciplinar, estas crianças vão ser reduzidas a nada, crescendo no abandono e na miséria. Este trabalho trata de uma realidade cada vez mais comum e difícil de enfrentar, onde os maus-tratos físicos, abuso sexual, negligência, maus-tratos psicológicos e síndroma de Munchausen são delineados peculiarmente, para tentarmos compreender o porquê dos maus-tratos infantis. Realizou-se um questionário aos pais, de modo a que nos transmitissem os seus conhecimentos, para melhor compreender a situação dos maus-tratos infantis, uma vez que vários estudos indicam que são os pais os principais agressores. A investigação proposta tem como objectivo verificar a percepção dos pais e comprovar o seu impacto social. Para tal, reuniu-se uma amostra de 50 pais. Foi utilizado um questionário, para avaliar a percepção dos pais relativamente aos maus-tratos na infância. Os resultados obtidos demonstram que, de um modo geral, os pais identificam os tipos de maus-tratos, os sinais e os meios. Conclui-se, reconhecendo a ambiguidade, heterogeneidade e complexidade deste fenómeno, bem como a necessidade imperiosa de mecanismos preventivos e remediativos na erradicação dos maus-tratos na infância e na luta pela concretização dos direitos elementares destas crianças, nomeadamente o direito a uma educação propícia ao desenvolvimento equilibrado
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/1475
Aparece nas colecções:BUFP – Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MONO_11733.pdf8,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.