Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1374
Título: Qualidade de vida do enfermeiro no exercício profissional e os seus reflexos na satisfação profissional
Autor: Faria, Bruno Joel
Orientador: Santos, José Manuel dos
Data de Defesa: 2009
Resumo: O trabalho foi sempre visto como algo de penoso para o Homem. A sociedade consumista em que se vive, hoje em dia, levou a que o trabalho passasse a ocupar um lugar central na vida de cada um. Passando assim uma grande parte do seu dia a trabalhar, o Homem tenta cada vez mais suavizar os pontos negativos, para que o trabalho lhe possa trazer alguma satisfação. No caso dos profissionais de saúde, são-lhes exigidos cada vez mais, por parte dos utentes, cuidados de qualidade. Como afirma Julião (2001), a qualidade do produto, neste caso os cuidados de saúde, depende da qualidade de vida das pessoas que estão envolvidas com o produto, tornando, assim, a qualidade de vida no trabalho algo de fundamental para a qualidade do produto das empresas. Julião (2001) diz ainda que são muitos os benefícios que a qualidade de vida pode trazer para a saúde do trabalhador. Mas a qualidade de vida no trabalho não é tudo, pois, como afirmam Schmidt e Dantas (2006), a qualidade de vida no trabalho e a satisfação do trabalhador estão estritamente relacionados. O estudo da qualidade de vida e da satisfação profissional torna-se então fundamental para a melhoria da qualidade dos cuidados aos utentes e da saúde dos trabalhadores. Haverá também um aumento de produtividade, pois quanto menos dias o trabalhador estiver doente, mais dias este terá para produzir. Partindo desta perspectiva, levantaram-se então três perguntas de investigação para este estudo: “Qual a qualidade de vida no exercício profissional dos enfermeiros de uma instituição de Valongo?”; “ Qual a satisfação profissional dos enfermeiros de uma instituição de Valongo?” e “Quais os reflexos do nível de qualidade de vida dos enfermeiros de uma instituição de Valongo na satisfação Professional?”. Trata-se de um estudo de investigação descritvo-correlacional transversal de tipo quantitativo. Foi feito o levantamento de dados numa instituição de saúde de Valongo. A população é constituída pelos enfermeiros do Serviço de Medicina. Foi estudada a população toda, ou seja, 19 enfermeiros. Com este estudo conclui-se que os enfermeiros estudados apresentam uma qualidade de vida no trabalho e uma satisfação profissional de nível intermédio. Também se verifica que existe uma fraca correlação positiva, entre a qualidade de vida no trabalho e a satisfação profissional.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem
URI: http://hdl.handle.net/10284/1374
Aparece nas colecções:ESS (DCETS) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mmono_brunofaria.pdf723,03 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.