Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10284/1093
Título: Estudo da susceptibilidade a antibióticos em Enterococcus spp oriundos do ambiente de suiniculturas Portuguesas
Autor: Dias, Ana Isabel Gonçalves Silva Ferraz
Orientador: Novais, Carla
Data de Defesa: 2009
Resumo: Considerados durante muito tempo microrganismos de baixa patogenicidade Enterococcus spp são, actualmente, agentes nosocomiais importantes, principalmente em imunocomprometidos. Uma vez que estes cocos de Gram positivo acumulam facilmente diferentes mecanismos de resistência a antibióticos, são frequentemente seleccionados em ambientes com elevada pressão selectiva, como os hospitais e a indústria agropecuária. Nos últimos anos tem sido descrito o aparecimento de bactérias com resistência múltipla em animais para consumo humano de vários países. Uma vez que grandes quantidades de antibióticos têm sido consumidas no ambiente de produção animal em Portugal (INFARMED, 2007) e se desconhece qual a incidência de bactérias resistentes aos antibióticos em suiniculturas no nosso país, pretende-se com este trabalho avaliar a susceptibilidade, a diferentes famílias de antibióticos, de Enterococcus spp provenientes de diferentes tipos de amostras de suiniculturas com dois tipos de produção: intensiva e extensiva. Foram identificados 185 Enterococcus spp resultantes de 53 amostras colhidas em 2 suiniculturas de produção intensiva do Norte e 1 suinicultura de produção extensiva do Sul de Portugal. O estudo da susceptibilidade aos antibióticos foi realizado em todos os isolados de Enterococcus spp pelo método de difusão com discos segundo as normas de CLSI. A identificação das espécies E. faecalis, E. faecium, E. gallinarum, E. casseliflavus, E. durans e E. hirae e a pesquisa dos genes que mais frequentemente conferem resistência aos glicopéptidos, foi realizada através de dois PCR multiplex. Foram realizados ensaios de conjugação em 76 isolados representativos das três suiniculturas de modo a estudar a transferência de resistências a quatro classes de antibióticos: tetraciclina, aminoglicosídeos, macrólidos e glicopéptidos. Nas três suiniculturas estudadas, mais de 75% dos isolados apresentaram diminuição de susceptibilidade às tetraciclinas ou macrólidos. Os antibióticos que apresentaram maior actividade sobre as bactérias estudadas foram o cloranfenicol, a ampicilina e os glicopéptidos. Para a maioria dos antibióticos, foram registadas maiores percentagens de resistências nas suiniculturas intensivas do que na suinicultura extensiva. Na pesquisa dos genes que conferem resistência aos glicopéptidos apenas foram encontrados os genes vanA (2%) e vanC1 (4%). Nos ensaios de conjugação obtiveram-se transconjugantes para todas as classes de antibióticos estudadas. Após o estudo de susceptibilidade aos antibióticos nas bactérias transconjugantes observou-se que ocorreram fenómenos de co-transferência, sugerindo que diferentes genes de resistência se encontram nas mesmas plataformas genéticas ou que se disseminam em eventos genéticos comuns. Os dados obtidos permitiram concluir que as suiniculturas portuguesas são reservatório de Enterococcus spp com resistência múltipla aos antibióticos. Estas bactérias, através da cadeia alimentar ou do contacto directo do homem com os animais ou ambiente de produção, podem colonizar pele e intestino e contribuírem para a dinâmica da disseminação da resistência aos antibióticos entre bactérias comensais e patogénicas.
Descrição: Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau Licenciada em Ciências Farmacêuticas
URI: http://hdl.handle.net/10284/1093
Aparece nas colecções:FCS (DCF) - Outros Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13106.pdf457,7 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 1.pdf194,83 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 2.pdf129,61 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.